CONFECCIONANDO UM CORSET: passo a passo com a técnica MOULAGE

  • por

 

 

 

 

Passo a passo: confeccionando um corset

Tenha em mãos as medidas de busto, cintura e quadril

01
 – Inicie posicionando a linha do decote tipo coração. Cuide para não deixar o desenho muito curvado, pois isto dificulta a costura. Caso o bojo não tenha o desenho igual ao do decote, pode recortá-lo.

Marcando o decote (fita verde)



02 – Após marcar a fita sobre o bojo, vá descendo levemente sobre a lateral, sem fazer curvas bruscas. Prenda a fita até o centro das costas, sendo que no exemplo finalizamos 1cm para baixo da linha da circunferência do busto. Não é indicado aprofundar o desenho em demasia na parte da lateral e das costas, senão o corset pode ficar sem sustentação.

Marcando a lateral e as costas (fita verde)



03 – Agora iremos marcar as linhas dos recortes verticais. Na parte da frente fizemos três recortes, sendo dois sobre o busto e um terceiro próximo a lateral do bojo. Lembrando que quanto mais recortes forem feitos no corset, mais barbatanas poderão ser colocadas, consequentemente, a peça ficará mais firme. A linha da lateral também foi marcada com fita verde.

Marcando as linhas dos recortes da frente e da lateral



04 – Marque os recortes na parte das costas. No exemplo, marcamos dois recortes com fita amarela.

Marcando as linhas dos recortes das costas



05 – Faça o desenho da bainha, este pode ser levemente curvado. No exemplo fizemos a bainha mais comprida no centro da frente, curvando até a lateral, que é mais curta, descendo novamente até o centro das costas, utilizando a fita rosa.

Marcando a linha da bainha na frente, na lateral e nas costas

MOULAGE DO CORSET SOBRE O MANEQUIM

Para a realização da moulage do corset é necessário utilizar um têxtil com caimento semelhante ao do tecido que será confeccionada a peça. Geralmente opta-se por utilizar o algodão cru com gramatura média. Para os inciantes na técnica de moulage, indica-se a utilização do algodão com gramatura média porque é de fácil manipulação. Abaixo seguem os tipos de peças feitas com cada gramatura de algodão:



– Algodão de gramatura leve – é utilizado para fazer blusas, vestidos e lingerie;

– Algodão de gramatura média – utilizado para a maioria das roupas;

– Algodão de gramatura pesada – utilizado para jaquetas e casacos pesados.



Passo a passo: moulage do corset

01
 – Seguindo o sentido do fio do tecido, coloque o algodão cru sobre o manequim de costura a fim de medir o tamanho necessário de algodão para os moldes. Para cada pedaço do corset, será realizado um molde, portanto é necessário cortar um pedaço de algodão cru, deixando uma margem de sobra nas laterais e parte superior e inferior.



02 – Rasgue o algodão cru com os tamanhos necessários para fazer os moldes. Ao rompido, o algodão geralmente se deforma, portanto é necessário emparelhá-lo: puxe as pontas do tecido, até ele igualar novamente. Marque o fio do tecido em todos os pedaços de algodão e passe à ferro.

Pedaços de algodão preparados com fio do tecido



03 – Posicione o pedaço de algodão da parte do centro da frente, seguindo a linha do fio do tecido. Alfinete sobre o centro e vá prendendo-o com alfinetes em direção a lateral. Nos moldes da lateral da frente, primeiro prenda o meio do painel com alfinetes, e depois prenda-os nas laterais.

Moulage do corset: centro da frente e da lateral da frente



04 – Para que o tecido se assente sobre os recortes onde há curvas é necessário realizar piques para tirar a tensão do tecido. Caso ésse procedimento não seja realizado, o têxtil não irá se adaptar ao corpo.

Piques sobre os recortes



05 – Posicione o restante dos painéis e faça a moulage de cada parte do corset, sempre aplicando piques sobre a margem.

Da frente e lateral e das costas do corset



06 – Ao finalizar a moulage de toda a peça, marque todas as linhas (centro da frente e das costas, recortes, decote e bainha) utilizando um lápis ou canetinha.



07 – Para verificar se a moulage ficou como esperado, é possível alfinetar um molde com o outro, como se fosse uma costura; ou costurar com um ponto mais largo – fácil de desmanchar. Assim é possível colocar a peça novamente sobre o busto e verificar se o desenho ficou conforme o desejado.PLANIFICAÇÃO DOS MOLDES DO CORSET: DA MOULAGE AO MOLDEPasso a passo: planificação dos moldes do corset

01 – Separe todos os pedaços de algodão e passe à ferro, deixando-os planos.

Moulage da frente e das costas



02 – Transfira o traçado realizado no algodão para um papel. Para realizar este procedimento pode-se utilizar papel carbono e carretilha. Prenda bem o tecido sobre o papel para que não deslize. Não esqueça de transferir o fio do tecido de cada molde.

Planificação dos moldes do corset: transferindo a forma da moulage para o traçado no papel



03 – Verifique as linhas e retrace se for necessário. Muitas vezes o desenho pode ficar levemente distorcido devido ao “puxar” na hora de alfinetar, portando, na planificação as linhas podem ser retraçadas evitando estas distorções.



Moldes planificados e retraçados



04 – Coloque 1cm de costura em todos os moldes e verifique os encaixes. Faça piques para auxiliar o encaixe e na montagem.

Realizando os piques



05 – Os moldes estão prontos. Enumere-os e coloque as nomenclaturas de vezes de corte.

COMO CORTAR O TECIDO PARA COSTURAR O CORSET

No corset realizado como exemplo, foi utilizado o tafetá como como tecido principal e na parte externa foi aplicado uma camada de renda com paetês. Se optar por um tecido mais leve, ou desejar que o corset fique mais encorpado, pode-se entretelar a parte externa, ou ambas as partes. Sugere-se o uso de entretela de malha, pois ela é elástica e dá uma boa sustentação. Não utilize uma entretela muito dura, pois esta pode marcar o tecido durante o uso o deixando vincado e dificultando o movimento, dando um aspecto “empapelado” à peça.



Passo a passo: como cortar o tecido para costurar o corset
01
 – Para cortar o tecido para costurar o corset de forma adequada deve-se, primeiro, observar questões relacionadas ao tipo de tecido usado. Como foi utilizado tafetá com elastano, o sentido do fio é o contrário do habitual. Dobre o tecido ao meio, no sentido da largura e da altura. Dobrar o tecido assim só é possível em caso de tecidos que não tem pé e nem estampas. Prenda os moldes com alfinetes e recorte. O tafetá foi usado tanto para a parte externa como para o forro do corset.

Cortando o tafetá



02 – Corte a renda, sendo que esta precisa ser cortada apenas para a parte externa.



03 – Posicione todos os moldes sobre uma mesa, verifique se estão todos posicionados no lugar certo.

Tecidos cortados



04 – Alfinete todos os moldes com o alfinete na horizontal, isto facilita a sua retirada na hora da costura.

Nas imagens tem-se, respectivamente, alfinetes na horizontal e o corset já alfinetado

COSTURA DO CORSET: UNINDO AS PARTES DO FORRO E A RENDA

Passo a passo: costura do corset
01
 – Fazer a costura do corset é muito simples, mas é preciso sempre ter atenção na margem de costura. No exemplo, foi colocado 1cm de margem em todos os moldes, portanto, é necessário seguir fielmente esta medida ao costurar, pois ao unir as peças com medida maior ou menor, o corset poderá ficar apertado ou grande demais. Na foto abaixo, mostramos como fica mais prático de retirar os alfinetes ao longo da costura, se colocados horizontalmente na peça.

Costurando o corset



02 – Costure todas as partes do forro. Depois costure a renda junto com o tafetá, sobrepondo os dois e costurando. Sugerimos que não costure a renda sozinha, devido a transparência, a margem de costura fica aparecendo, por isso preferimos costurar junto com o tafetá. Outra forma de aplicar a renda é sobrepondo-a no corset já costurado. Para fazer este processo é melhor posicionar o corpo do corset que vai ficar para o lado de fora sobre o busto de costura e depois posicionar a renda sobre ele, esticando-a e alfinetando nas margens de costura superior e inferior.

Abaixo mostramos o forro costurado, com as margens de costura aparecendo e a parte de fora do corset, com a renda.



Forro costurado e renda costurada, respectivamente



03 – Devido ao corset ter renda, sugerimos que as barbatanas sejam colocadas na parte interna (forro). Com o ferro de passar. abra as costuras do corpo do corset onde não irá as barbatanas, no exemplo será a parte de fora, onde está a renda.



Costura aberta









Por Bruna Pacheco
Prof. da Universidade Feevale e proprietária da Black Label Consultoria

Créditos:Audaces

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.