Customização: de perna de calça jeans para uma saia fashion com zíper

  • por

Sou fã de roupas customizadas desde muito tempo. Desde a década de 80  eu já customizava seguindo dicas da revista Capricho.  Eu já tingia roupa, manchava (tye-die),  pregava paths, fazia decalques, pintava sapatos, por necessidade mesmo, sempre fui popular na escola e queria fazer o diferencial. Pra se andar na moda gastando pouco,  basta ter criatividade, E também sou fã de roupas  que contenham zíper,  desde  quando tinha 13 anos, e pasmem-  foi quando fui atropelada numa noite de Natal- quando customizei a minha primeira roupa .Eu tinha uma calça de cirré (aqueles tecidos que imitam couro), e rasgou por causa do acidente. E eu gostava muito daquela calça, depois que me recuperei, um dia sentada na sala , vi a calça em cima da máquina de costura da minha mãe e  um zíper grande no chão. Dai nasceu a ideia de cortar  as pernas da calça, e colocar o zíper. Procurei e achei dois zíperes grandes iguais, da mesma cor e tamanho: lembro-me como se fosse hoje: tinha 50 cms.  Coloquei um de cada lado e como eu não entendia nada de costura, minha mãe me deu umas dicas como fazer as pences. Pronto! Nascia aí o meu ♥ pela costura. E não é  que ficou bom?

Ops! Deu um tutorial, rs. Não tenho mais a saia, já se passaram algumas décadas, kkkk até  a minha filha mais nova, já tem 15 anos, mas a gente  dá um jeito.  E já que estamos falando de zíper…

Esse aviamento que revolucionou a moda na verdade surgiu com o a função de substituir o cadarço dos sapatos, mas a estilista Elsa Schiaparelli foi a pioneira em adotar o zíper em suas criações, ajustando a cinturinha no lugar. Seus trajes, além de inovadores também eram anunciados pela praticidade dos feches.

FOTO 6Sendo assim, o zíper foi conquistando cada vez mais espaço.  Estilistas da alta-costura passaram a usa-lo com cada vez mais frequência, dando até destaque para o aviamento em algumas peças.

SONY DSCO zíper foi criado em 1891, pelo americano Wircom Jadson e era chamado de The Original. Seu primeiro uso na verdade começou na indústria que fabricava malas, porta níqueis e porta fumo. Em 1921, foi finalmente batizado como ZÍPPER.

Hoje, os estilistas lançam mão de tudo que tem disponível em termos de tecnologia, aviamentos e componentes em geral, incluindo as variações do zíper. A criatividade também não tem limites, ele pode até ser substituído por botões, velcro, etc.. mas vamos combinar que é muito mais rápido fechar um zíper do que qualquer outro aviamento.Por Paola Sanguin, professora do Núcleo de Criação Sigbol FashionManual Dicionário da Moda Sigbol Fashion, História da Moda Sigbol Fashion

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.